Skip to main content
BlogMarketing DigitalPodcastVendas

Métricas de Vaidade: o que são e como evitar se encantar por elas

Por 9 de outubro de 2021Sem comentários

Métricas de vaidade podem fazer muito bem – para o seu ego, não para os resultados do seu negócio.

Tomar decisões baseadas na análise de dados é fundamental para qualquer negócio, principalmente aqueles que já tem alguma maturidade digital.

Algumas métricas, porém, além de serem irrelevantes para os resultados da sua empresa, podem tirar o seu foco dos números realmente importantes.

Na edição #115 do CODICAST, o melhor podcast sobre marketing digital para negócios locais, os fundadores da Codirect Evandro Mazuco e Luiz Gustavo, vão revelar tudo o que você precisa saber sobre as métricas de vaidade.

Metricas de vaidade no marketing de negócios locais👉 Para assistir no YouTube, clique aqui.

👉 Para ouvir no Spotify, é só clicar no PLAY! abaixo.

♦ Métricas de Vaidade: O que são e como não se encantar por elas

Métricas de vaidade, basicamente, são aquelas que deixam você muito feliz, com o ego massageado, mas que, na verdade, não resultam resultados financeiros nem o ajudam a tomar decisões estratégicas.

Todo empresa com um perfil comercial no Instagram tem acesso a uma farta quantidade de dados e métricas, mas é normal ficar um pouco perdido ao analisá-las.

Acesso às métricas de vaidade do Instagram

Para acessar às métricas do Instagram, aperte no botão Insights

Além disso, acaba sendo normal – ao menos no início – dar demasiada atenção àquelas métricas que não ajudam na tomada de decisão, que não têm impacto no resultado financeiro da empresa, mas são ótimas para afagar seu ego.

Um exemplo claro disso são perfis que tem altíssimo engajamento – milhares de curtidas, comentários e compartilhamentos – mas são incapazes de transformar seguidores em novos clientes.

O que paga as contas de um negócio e leva a empresa ao crescimento são as vendas, jamais os likes.

métricas de vaidades likes

♦ Métricas de vaidade e a armadilha do  engajamento

Toda empresa, ao abrir um perfil da marca no Instagram, pensa em vender mais (ao menos, deveria).

Com a sua empresa não poderia ser diferente.

Ter um bom engajamento é positivo, afinal, se as pessoas estão se envolvendo com as postagens do seu negócio é porque estão gostando do conteúdo.

Nenhum engajamento, porém, será útil se o perfil não conseguir transformar desconhecidos em clientes.

O risco que você corre é ser traído pelo ego, se apaixonar pelas métricas de vaidade e cair na “armadilha do engajamento”.

Quem cai nessa armadilha são os empresários que dão muita atenção às métricas de engajamento, transformando-as no fim da estratégia e não como um meio para aumentar o retorno sobre os investimentos de marketing – dinheiro, energia e tempo.

Quando isso acontece os empresários ficam reféns das modinhas do momento, e acabam fazendo dancinhas, dublagens, e outras ações de caráter duvidoso.

Ações assim são excelentes para conseguir curtidas e seguidores, mas não comunicam com o Cliente Ideal e não ajudam em nada nos resultados financeiros das empresas.

No CODICAST, Evandro Mazuco faz o alerta:

“Tivemos uma amiga que também é uma empresária muito consciente em relação ao marketing, nos perguntando se seria obrigada a fazer dancinha para levantar o engajamento.

Ela perguntou isso com ódio.

Nitidamente, odiava ter que fazer isso…”

As 3 respostas para esta pergunta são não, não e não.

Muito tem se falado nas redes sociais sobre as trends (do inglês tendências). 

Apesar de serem ótimas para impulsionar as métricas de vaidade, você precisa se perguntar a cada envolvimento: por que estas pessoas estão interagindo com o perfil da minha marca?

  • Essa pessoa tem potencial para se tornar cliente?
  • Têm interesse no produto ou serviço?
  • Gostaram da minha marca e vão querer saber mais?

Se a resposta às perguntas for não, é provável que aquela métrica não sirva para nada (que não seja alimentar sua vaidade).

Evando, mais uma vez, deixa claro:

“Você tem que pensar se faz sentido pra essência da sua marca e para o seu perfil como empresário fazer esse tipo de conteúdo.

Se faz sentido, ótimo! Invista, afinal você stá diante de uma oportunidade. Se não faz, está tudo bem! Não faça apenas por algumas curtidas.

O perfil da CODIRECT  tem mais de 165 mil seguidores e nenhum desses foi conquistado com dancinhas.

A gente usa de outra linha de produção de conteúdo, que faz sentido para a nossa empresa e para o Cliente Ideal que queremos atrair para nós.”

A grande verdade é que não adianta nada ter milhares de seguidores e milhões de likes se isso está acontecendo pelos motivos errados.

Por isso, não esqueça jamais: todo seu engajamento e todas as suas métricas devem ser reféns da sua estratégia, não da vaidade. 

Na Codirect, acreditamos que para se construir uma Marca de Valor, é essencial que a sua marca consiga gerar valor genuíno ao cliente.

>>Para saber a diferença entre preço e valor e nunca mais ficar com medo na hora de aumentar o preço, clique aqui >> Preço x Valor

E isso você só fará se o seu conteúdo respeitar a sua estratégia de construção de uma Marca de Valor.

Fugir das tendências pode reduzir o engajamento do perfil da sua marca, é verdade; mas o menor engajamento terá acontecido pelos motivos corretos.

É  importante alertar: fugir das métricas de vaidade não significa que você está proibido de surfar as tendências – não é isso.

Se fizer sentido, e se gerar valor para o seu Cliente Ideal surfar as tendências, vá sem medo.

métricas de vaidades nem sempre ruins

Métricas de Vaidade: importantes como meio, não fim

Ao contrário do que poderia parecer até aqui, métricas consideradas “de vaidade” são muito importantes dentro de uma estratégia de conteúdo.

Ou seja, curtidas, comentários e seguidores são importantes métricas a serem analisadas apenas para servir à estratégia, não ao seu ego.

Comentários, curtidas e outros engajamentos podem servir a algo maior dentro da estratégia, mas não podem ser usados para definir o sucesso ou o fracasso de algo.

No caso da Codirect, procuramos gerar valor diretamente pro nosso Cliente Ideal, que é o empresário que não se contenta com pouco e quer realmente fazer a diferença, só precisando de uma estratégia e acompanhamento adequado.

Então, toda a nossa comunicação conversa com esse tipo de empresário (se você ainda está por aqui, acompanhando este conteúdo, provavelmente é um deles), sempre nos mantendo final com os nossos valores.

 

A importância de uma métrica de vaidade na estratégia

Observando o nosso caso, da Codirect, veja como uma “métrica de vaidade” pode ser estrategicamente importante.

Somos um núcleo de capacitação digital.

Ajudamos empresários a construírem uma Marca de Valor utilizando diversas ferramentas digitais.

Como especialistas na matéria, precisamos dominar a arte do engajamento.

Sabemos como funciona, sabemos como fazer e sabemos como replicar.

Então o nosso engajamento acaba funcionando como Prova Social – a prova de que sabemos aplicar o que ensinamos.

Evandro Mazuco fala sobre isso no episódio.

“Como o Evandro disse: isso varia muito de acordo com a estratégia.

Aqui na CODIRECT, pregamos o digital como instrumento para o sucesso. Seria estranho um perfil que fala sobre sucesso digital não ter curtidas, comentários e um bom número de seguidores. Então, precisamos disso como uma prova social.”

Além disso, como o nosso objetivo com o nosso Cliente Ideal é auxiliá-lo a construir sua Marca de Valor utilizando as ferramentas digitais, precisamos educar o nosso cliente.

É importante termos o engajamento dele para que entenda o que significa ter uma Marca de Valor.

Quanto mais tempo ele passar conosco, mais ele perceberá a possibilidade incrível que está diante dele; mais evidente ficará que a Codirect é o mentor ideal para conduzi-lo com sucesso no universo de possibilidades que está aberto.

Outros perfis, porém,  que vão iniciar a implementação de uma estratégia digital para multiplicar as vendas, são muito menos dependentes de metricas de vaidade.

métricas de vaidades boas para o ego, não para os negóciosO oposto da métrica de vaidade: a estrela do norte

Você já ouviu falar sobre a métrica estrela do norte?

Essa métrica homenageia os primeiros navegantes de mar aberto,  quando o conhecimento geoespacial era muito mais primitivo.

A estrela do norte era quem orientava as embarcações para que as viagens seguissem a direção correta, rumo ao destino planejados – sem que acabassem perdidos durante a viagem.

Por mais que o céu possuísse uma série de outras estrelas brilhantes, era sempre a estrela do norte – a mais brilhante – que eles procuravam no céu para encontrar o caminho.

Assim são todas as métricas de vaidade no Instagram – estrelas brilhantes no céu!

É uma decisão estratégica sua decidir qual é a métrica que levara você  e sua marca aonde querem chegar.

Qual é a métrica que vai aproximá-lo da Marca de Valor do seu negócio.

Perseguir a métrica errada pode levar o seu negócio a se afundar no mar de empresas querendo captar a atenção das pessoas no digital.

Lembre-se, que  o caminho sempre deve buscar vender para os melhores clientes do respectivo nicho: os que gastam mais, que gastam mais vezes, que recomendam mais e são os mais fáceis de atender.

Se você está gostando do conteúdo, precisa ouvir na íntegra o CODICAST #115 – Métricas de Vaidade no marketing de negócios locais.

O melhor – a chave para encontrar a estrela do norte do seu negócio – ficou pra quem ouvir o Codicast.

>>Siga a Codirect no Instagram para receber todos os dias dicas para multiplicar suas vendas. Transformamos pequenas e médias empresas em protagonistas<<

👉 Para ouvir no Spotify, clique aqui.

👉 Para assistir no YouTube, é só clicar no PLAY! abaixo.

Para não perder nenhuma edição do CODICAST, o melhor podcast sobre Marketing Digital para Negócios Locais, é só inserir o seu e-mail no campo abaixo.

O co-fundador da Codirect, Evandro Mazuco, avisará você sempre que um novo episódio for ao ar.

Fazer um comentário