Skip to main content
BlogMarketing DigitalMédicoPodcast

Marketing Médico

Por 3 de setembro de 2021setembro 15th, 2021Sem comentários
Marketing Médico

O Marketing Médico é cada vez mais necessário para profissionais que querem se destacar em suas clínicas.

Apesar de passarem mais tempo estudando que qualquer outro profissional, atrair pacientes não é uma das habilidades que aprendem na faculdade.

Diferente de qualquer outro tipo de marketing – por questões éticas e legais -, o marketing médico é cada vez mais  necessário em um cenário onde há cada vez mais médicos oferecendo serviços e onde os pacientes estão cada vez melhores informados.

Pensando nos médicos que querem usar o digital para atrair pacientes sem correr o risco de serem mal vistos pelos pares, Evandro Mazuco e Luiz Gustavo, fundadores da Codirect, gravaram o CODICAST #110 – Marketing Médico | Segredos, atalhos e armadilhas.

Fique com a gente e construa a sua Marca de Valor.

Medico sentado em frente ao computador pensando em como fazer marketing médico

Marketing Médico

Você já se perguntou o que mudou no marketing médico de cinco anos atrás, para os dias atuais?

A principal mudança foi na mentalidade dos médicos.

A faculdade de medicina ensina apenas aquilo que está relacionado à formação técnica dos médicos.

Atrair, engajar, converter e encantar os pacientes não são matérias que aparecem nos currículos médicos.

Hoje em dia a percepção disso é muito mais clara, afinal quase todo médico acaba sendo também um empresário – mesmo que não se veja desta maneira.

Quando você tem uma clínica, precisa lidar não apenas com questões burocráticas como funcionários, contabilidade, administração, mas também com questões estratégicas: a principal delas é atrair interessados e convertê-los em pacientes.

Tudo isso acaba sendo função do marketing médico.

Médicos precisam fazer marketing para conseguir atrair mais pacientesMarketing para atrair pacientes (não outros médicos)

Muitos médicos ainda confundem marketing médico para atrair pacientes com ações para elevar o status dentro do meio profissional.

É o clássico caso de médicos que vivem fazendo palestras, compram  capa de revistas científicas – e um série de outras ações que impressionam outros médicos.

Isso acaba sendo pouco efetivo quando o objetivo é atrair pacientes, afinal,  quem vai a essas palestras e lê essas revistas? Apenas outros médicos! 

Há anos, uma das maneiras que os médicos utilizavam para mostrar sua autoridade em determinado assunto a um público amplo era aparecendo na TV falando sobre assuntos de interesse da sua área de especialidade.

Essa estratégia rudimentar de marketing médico já foi muito efetiva, mas era restrita há poucos médicos privilegiados, com contatos nas redes de televisão.

Hoje, porém, ações como essas são inefetivas. A televisão que, que já foi uma excelente mídia para transmitir autoridade, está em evidente declínio, não tendo mais a relevância de outrora.

A morte dos meios tradicionais de promoção de produtos e serviços – televisão, rádio, jornais e revistas – deu espaço a possibilidades muito mais democráticas de se promover um serviço como o dos médicos.

E, hoje, não há mídia mais eficaz para se fazer marketing médico do que o Instagram.

Com um investimento baixo e uma boa estratégia, o retorno é fantástico – tudo isso sem desrespeitar nenhuma regra do código do ética ou mesmo sem precisar fazer nada que pode ser reprovado pelos pares.

Após ajudar diversos médicos a implementarem uma estratégia de marketing médico, transformando o Instagram na principal fonte de atração de pacientes, Evandro Mazuco e Luiz Gustavo resolveram revelar tudo que sabe na última edição do podcast da Codirect.

Não perca o CODICAST #110 – Marketing Médico | Atalhos, segredos e armadilhas.

não há problema ético em fazer marketing medico do jeito certoO segredo do  marketing médico

Uma coisa que todos os médicos precisam entender, segundo Evandro, é a lei de oferta e demanda

“Há dez anos ou até quinze, na maioria das especialidades havia menos profissionais do que hoje em dia.

Então a especialidade dos médicos já era um diferencial pra eles. Isso porque eles recebiam a indicação de outros médicos e assim iam construindo sua carteira de clientes. Tudo a partir de boca a boca.

Mas esse foi um processo muito lento. E os médicos com mais anos de profissão sempre se sobressaíram aos mais novos.”

Algo que com o surgimento das redes sociais, principalmente Instagram, foi quebrado. Muitos médicos não gostaram disso, mas aqueles que se adaptaram, cresceram rapidamente.

“Ser um médico habilidoso ainda é fundamental.

Mas hoje os médicos não dependem mais exclusivamente de um boca a boca para conquistar os pacientes. 

O Instagram permite atalhos para se promover e, de forma totalmente legal, seguindo normas, médicos vêm se tornando referências em suas áreas de formas muito mais rápida, apenas se comunicando da maneira ideal.”

Como se destacar no Instagram 

Para se destacar é necessário criar conteúdo.

Mas não qualquer conteúdo.

Luiz Gustavo, que por muitos anos escreveu para médicos de diversas especialidades, explica questões relevantes a respeito do conteúdo:

“Na verdade, existem dois erros comuns que fazem muitos médicos ficarem estagnados.

O primeiro erro é fazer um conteúdo genérico.

Pega um artigo da Internet e dá CTRL C, CTRL V no post. E isso não dá certo!

Quem lê o conteúdo não gosta. Não tem identificação. Sente que é algo artificial, sem opinião pessoal e personalidade.”

Vale lembrar que o Instagram não é um meio para postar artigos científicos e competir com outros médicos para ver quem sabe falar mais difícil.

A linguagem precisa ser menos técnica.

Ainda que congruente, é necessário construir uma narrativa que o seu paciente possa entender sem precisar estudar medicina. 

Luiz Gustavo tem uma boa dica: 

“Uma dica é sempre escrever em primeira pessoa”.

“Gravar vídeos também é uma forma excelente de humanizar o seu Instagram e construir autoridade.”

“Você mostra o seu conhecimento e ao mesmo tempo o seu rosto.”

“Mostra que é você quem está ali, que tem uma pessoa de verdade compartilhando casos, histórias e etc.”

Médico vestido de super-homem fazendo marketing

>>CLIQUE AQUI e conheça a história do Marketing Médico. Descubra a transformação que está acontecendo neste exato momento<<

Dr(a). não caia nessa armadilha 

Algo muito comum entre os médicos – uma armadilha típica que tanto eles quanto agências de conteúdo caem – é fazer conteúdos com o objetivo de ensinar procedimentos. 

“Por exemplo, você que é médico, não deve ensinar nada sobre, por exemplo, uma mamoplastia de aumento.

Esse conteúdo só vai atrair outros médicos que querem se atualizar sobre a forma de realizar um procedimento.

O segredo é você falar algo capaz de gerar valor para os seus pacientes e potenciais pacientes, não sobre seus procedimentos.”

Ou seja, você pode pegar uma dor ou um desejo do paciente e abordar isso como primeiro plano do seu conteúdo.

Enquanto isso, os procedimentos ficam em segundo plano, como uma alternativa para que seus pacientes alcancem aquilo que eles desejam ou se livrem dos problemas que os incomodam.

Não fale do tratamento, fale dos sintomas!

Evite vender procedimentos, apneas fale sobre o prazer de não sofrer mais com um problema.

Isso gera valor, causa desejo e gera identificação – ações indispensáveis dentro de uma estratégia de marketing médico.

Por exemplo, muitas vezes as pessoas não sabem o que é um otorrinolaringologista e nem desconfiam que precisam de um tratamento para sinusite.

Mas se você falar sobre o sintoma de dor de cabeça, pressão na face, dificuldade para respirar… são coisas que seu paciente reconhecerá e automaticamente acende uma luzinha na cabeça dele que diz: opa, esse cara sabe o que eu tenho, ele pode me ajudar

Lembre-se, é você quem precisa falar a língua do paciente, afinal, ele não fala a sua.

Evandro lembra algo muito importante e recorrente no meio médico:

“[…] muitos profissionais acham que isso (essa linguagem simplificada) pode ser “errada”.

Mas cabe a você, médico, decidir se quer fazer marketing para agradar seus pacientes ou para agradar outros profissionais que são sua concorrência.”

A importância de uma boa secretária em uma estratégia de marketing médico:

Há muitos profissionais que subestimam a importância de ter uma secretária ao lado, cuidando do digital, das redes sociais. 

 Mas quando dão uma chance, contratam e capacitam esse funcionário, se surpreendem com o impacto positivo que tem na estratégia

Médicos geralmente tem uma agenda bastante apertada – o que faz com que, na maioria das vezes não exista tempo para alimentar as redes sociais com frequência.

Negligenciar esta poderosa fonte de pacientes, porém, é um erro.

Por isso, ter um profissional capaz de ajudar nessa tarefa é essencial. Assim, a função da secretária de um médico se torna ainda mais estratégica.

Uma funcionária pode dar apoio na hora de responder comentários, conversar no Direct e manter a comunicação com a sua audiência aquecida sem que eles precisem esperar horas para falar com você.

Basicamente, a secretária conduz a sua rede social enquanto você gerencia a sua atividade médica.

No CODICAST o Evandro cita o exemplo do Dr. Henrique Muller, parceiro da Codirect desde 2016.

“Temos um cliente, o Doutor Henrique Muller, que recebe por semana mais de quarenta novos contatos interessados em suas cirurgias plásticas. 

Conversar por mensagem de texto com quarenta pessoas novas toda semana, na vida de um cirurgião requisitado, é algo que consumiria muito tempo!

Por isso o doutor Henrique Muller tem uma estratégia onde ele sempre faz o contato inicial, geralmente enviando um áudio pras suas pacientes, para construir uma relação de confiança.

E depois disso ele avisa que a paciente estará sendo encaminhada para sua secretária, para continuar a conversa, esclarecer as dúvidas e quem sabe agendar uma avaliação.”

>>Conheça o perfil do cirurgião plástico Dr. Henrique Muller, que após implementar uma estratégia de marketing médico e imprimir toda sua personalidade no feed, conseguiu atrair 30 pacientes em 18 dias<<

“Isso ajuda muito o Dr. Henrique a manter a rotina limpa, de uma forma que as demandas do marketing e as medidas não se atropelam.”

Para conferir na íntegra o episódio do CODICAST #110 – Marketing Médico #110 | Atalhos, segredos e armadilhas, é só clicar abaixo.

👉 Ouvir o CODICAST #110 no Spotify

Se você é daqueles que prefere assistir ao vídeo do CODICAST no Youtube, é só clicar no PLAY! abaixo.


Parabéns por ter chego até aqui. Isso significa que você realmente está comprometido em se tornar um médico de destaque e servir os seus pacientes por meio do marketing médico. 

Para receber conteúdos exclusivos sobre o assunto no seu e-mail, basta colocar o seu melhor e-mail no formulário abaixo.

Fazer um comentário